Entrevista AIIE à Revista Pontos de Vista

“A exportação é, portanto, tanto uma necessidade como oportunidade. Uma necessidade porque precisamos dela para potencializar a nossa atividade, uma oportunidade porque surge como alternativa para diversificarmos os riscos a que estamos expostos e diminuir dependências.”

Dulce Forte, Presidente da Associação e Beatriz Dias, Analista de Mercados Internacionais, foram recentemente entrevistadas na Revista Pontos de Vista sobre o porquê de se posicionarem como o ´braço direito para a internacionalização´ e como se adaptaram à nova realidade gerada pelo Covid. 

Artigo de opinião a Dulce Forte na revista Valor Magazine

O Propósito: O que nos faz acordar?

“O que nos faz acordar todos os dias e consequentemente o que nos traz satisfação pessoal, colocando em segundo plano, muitas vezes, a realização monetária? E se formos mais além e questionarmos qual o propósito das organizações e o que as move além do lucro?”

Dulce Forte, cofundadora e presidente da Associação Internacionalização e Inteligência Económica  foi entrevistada pela revista Valor Magazine.

 Ao longo da sua vida profissional sempre se interessou por criar e desenvolver ideias e
projetos novos.

Hoje, mais do que nunca, sente que o seu propósito de vida está a ser concretizado ajudando as pessoas a realizar os seus sonhos pessoais e profissionais.

 

Webinar: Comunicação Interpessoal no Contexto de Internacionalização

Em parceria com o ISLA Leiria, a AIIE  promove no dia 24 de Junho o Webinar Comunicação Interpessoal no Contexto de Internacionalização, com um painel de oradores especialistas,  incidindo num debate sobre a importância da internacionalização e da comunicação como instrumento potencializador para o crescimento do negócio

Os Temas a abordar:

  • O papel da internacionalização na atual conjuntura- Dra. Dulce Forte.
  • Estratégias de internacionalização- Dr. Pedro Neto.
  • Modelo Estilos de Comunicação Interpessoal (ECI): apresentação do modelo e a importância do Perfil de Estilo Interpessoal nos processos de internacionalização -Miguel Portugal. 
  • Comunicação e suas diferenças em contextos distintos:  Portugal- Perú- Brasil – Carlos Díaz-Scharff, Paulo Chong.
  • Debate.

Não perca a oportunidade de assistir através da plataforma ZOOM, no dia 24 de Junho pelas 18h. As inscrições são gratuitas mas obrigatórias.

Inscreva-se aqui

Mosaico de Internacionalização- A nova ferramenta inovadora da AIIE

Atenta às transformações do mercado e acompanhando a atual conjuntura, a AIIE – Associação para a Internacionalização e Inteligência  Económica, como associação empresarial cuja missão é apoiar as empresas nos seus processos de internacionalização e exportação, deu início à sua própria transformação digital desenvolvendo uma série de serviços que visam satisfazer as necessidades dos seus associados.

Com um caráter inovador e atual apostamos na desmaterialização dos negócios, das suas marcas e produtos, nas vertentes de internacionalização e exportação. Esta transformação digital visa aproximar as empresas e os seus produtos e serviços dos mercados externos onde se pretendem posicionar como se estivessem presencialmente no mercado numa abordagem de Cliente para Cliente

A AIIE desenvolveu uma metodologia inovadora de abordagem aos mercados internacionais denominada Mosaico da Internacionalização de que falarei a seguir.O Mosaico da Internacionalização pretende agregar num conceito modular os serviços que a AIIE presta às empresas associadas. Partindo de uma plataforma disponível no nosso website as empresas poderão diagnosticar o ponto onde se encontram no que diz respeito ao seu processo de internacionalização e partir daí para os passos seguintes.

Este conceito inovador no mercado permite que a empresa após efetuar um primeiro diagnóstico construa um plano de internacionalização à sua medida conjugando para isso os diversos módulos que fazem parte do mosaico. Por exemplo uma empresa que pretenda internacionalizar para um determinado mercado pode conjugar o módulo dos estudos de mercado internacionais com a obtenção de financiamento para o efeito que pode ser o módulo de financiamento bancário ou módulo de fundos comunitários, fundo perdido ou ambos

Como podem verificar este conceito modular permite construir orçamentos flexíveis adaptados a cada cliente e que respondam às necessidades específicas no momento em que a empresa se encontra perante a decisão de internacionalizar ou avaliar o seu processo de internacionalização.Seja qual for o contexto do processo em que se encontra a empresa ao nível da sua internacionalização a mesma encontrará respostas no mosaico da internacionalização da AIIE que podem estar num único módulo ou na agregação de vários módulos. Como já referi todo este mosaico funciona numa plataforma alojada no website da AIIE onde está também alojado o nosso Marketplace, também ele integrado como um dos serviços disponibilizados através deste mosaico.

A este “hipermercado” virtual as empresas poderão aceder por via direta e indireta: no primeiro caso as suas lojas online estarão alojadas no nosso espaço e no segundo caso haverá uma ligação do Marketplace às lojas já existentes das empresas. Este conceito agregador de produtos e serviços permitirá às empresas e aos seus produtos estarem disponíveis num mercado mais alargado e serem encontrados através dos diversos canais de comunicação que a AIIE utiliza na sua atividade e que disponibiliza às empresas aderentes. 

Para além destes dois módulos que potenciam a vertente da transformação digital e inovação para o negócio da empresa, existe também o módulo da comunicação e imagem onde as empresas poderão adquirir serviços relacionados com a produção audiovisual de peças de comunicação para as suas marcas e produtos e também na componente institucional, bem como outros serviços relacionados com comunicação digital, um dos fatores chave nos processos de internacionalização neste tempo em que vivemos e decorrente de todas as mudanças que o mesmo impõe a mercados, empresas e pessoas.

O Mosaico da Internacionalização da AIIE agora apresentado é como disse anteriormente uma ferramenta inovadora das empresas construírem o seu plano de internacionalização sem terem que adquirir serviços que não sejam relevantes para a fase em que se encontra o seu negócio.

Para que possam ter acesso a mais informação sobre o mosaico da internacionalização e outros serviços prestados pela AIIE, deixo agora os nossos contatos esperando que a sua empresa possa ser mais um dos nossos associados a crescer além fronteiras com o apoio da AIIE. 

Muito Obrigada!!

 

Feiras de Casamento – Estrasburgo e Luxemburgo

Le Grand Salon Du Mariage Strasbourg 2020

Estrasburgo, França  3 e 4 de Outubro

O valor inclui:

  • Stand de 6m2
  • Voo Lisboa-Estrasburgo (dia 2 Outubro) – Estrasburgo-Lisboa (dia 5 Outubro)
  • Transfer do aeroporto para o hotel 
  • Estadia de 3 noites em hotel com pequeno almoço incluído a 10 minutos do centro de exposições.          

Valor total em quarto individual: 3000€ 

Valor total em quarto duplo: 2800€

Salon Du Mariage Luxembourg 2020

Luxemburgo, Luxemburgo 

13 a 15 Novembro 

O valor inclui:

  • Stand de 6m2 
  • Voo Lisboa-Luxemburgo (dia 12 Novembro), Luxemburgo-Lisboa (dia 16 Novembro)
  • Transfer do aeroporto para o hotel 
  • Estadia de 4 noites em hotel com pequeno almoço incluído.

Valor total em quarto individual: 3000€ 

Valor total em quarto duplo: 2800€ 

Ao participar nas duas feiras terá a oportunidade de ter um desconto de 15%

Com o desconto de participação nas duas feiras: 

Valor total quarto individual

 5100€

Valor total quarto duplo

4760 €

Existe ainda a possibilidade de não haver deslocação e a AIIE representar a sua marca na feira o que terá um custo de 750€ . Também nesta modalidade, se optar por ter representação em ambas as feiras, terá um desconto de 15%. 

Deseja participar nas maiores feiras de casamento da Europa?

3 e 4 de Outubro | eSTRASBURGO 

13 a 15 de NOVEMBRO | lUXEMBURGO

Estudos de Mercado| A visão para o presente e o futuro das empresas

Para desenvolver o seu negócio há determinados passos que são essenciais e que ao serem cumpridos minimizam ou até mesmo evitam futuros erros. Erros estes que se não calculados terão consequências negativas impactantes no seu negócio.

Elaborar um estudo de mercado é um dos pontos essenciais para proteger a sua atividade, sabendo de antemão qual o melhor caminho a ser tomado e a melhor estratégia a ser seguida. 

 

A dualidade oportunidades/ameaças está presente em qualquer setor e mercado onde se atua ou se pretende atuar, ter perceção das suas condicionantes é fulcral e muitas vezes subestimada em muitos negócios

Neste sentido, vivemos num mundo de informação e de dados e cada vez mais é essencial ter acesso a isto de forma fidedigna e transparente. Esta é a primeira premissa de um bom estudo de mercado, e será uma base fundamental para determinar os fatores qualitativos e quantitativos do nosso estudo e que nos permitem, posteriormente, chegar a conclusões relevantes.  O tratamento de dados do público alvo, os concorrentes que iremos encontrar no mercado, a situação socio económica geral e as tendências que se verificam auxiliam-nos a percecionar por um lado, se esse é o melhor mercado para expor os nossos serviços, e por outro qual a melhor forma de o fazer.

Elaborar um diagnóstico do mercado, perceber a capacidade que a sua empresa tem, ou não, para se penetrar no mercado em análise, identificar quem são os consumidores do seu produto, e onde se encontram eles no mercado, são alguns dos passos a serem cumpridos.  É a partir deles que consegue perceber quais as tendências de mercado e a intenção de compra que poderá ser gerada no público alvo. A resposta a estas questões leva-nos à possibilidade de criar uma estratégia, que implica a construção de planos de marketing, e que tornam a abordagem ao mercado mais forte e robusta.

Outro fator importante é testar o nosso produto, isto é, estudar se há concorrência com algo similar ao que vamos comercializar, que preços aplicam e que estratégias utilizam.  A partir destes indicadores percecionamos se o público tem necessidade do nosso produto ou se o teremos de reinventar ou até mesmo desistir desse mercado. O principal objetivo é perceber a procura do nosso produto uma vez que será isto a ditar uma maior ou menor probabilidade do nosso negócio ser bem sucedido.

 

Algumas das perguntas que devemos ver respondidas no nosso estudo de mercado:

  • Qual é o público-alvo a ser estudado?
  • Quais as necessidades, interesses e preferências dos diferentes grupos de consumidores?
  • Quem são os concorrentes e como têm eles feito o seu trabalho?
  • Quais as ameaças/barreiras que podem dificultar o sucesso do seu negócio?
  • Quais as leis, normas técnicas e questões burocráticas envolvidas?

Por acréscimo, a definição dos parâmetros que queremos analisar bem como a estipulação de critérios uniformes torna mais fácil comparar diferentes mercados e públicos.

A AIIE presta serviço de consultoria comercial e conta na sua equipa com consultores especializados no planeamento estratégico onde umas das suas funções é produzir estudos de mercado. A nossa equipa ajuda-o no processo de prospeção e análise para mitigar os riscos provenientes de uma expansão de mercado e de produtos.

Conte com a AIIE para fazer o seu negócio crescer!

Zen Business – Curso Exclusivo em Portugal

O mundo globalizado e de extrema volatilidade em que vivemos faz com que cada vez mais tenhamos de nos adaptar a mudanças repentinas e constantemente repensar na nossa forma de estar seja em casa, no trabalho, ou na sociedade.

Nos últimos meses temos presenciado uma situação extraordinária que nos obriga a parar. É a partir deste momento que somos forçados a alterar a forma como trabalhamos, como gerimos as nossas equipas, o nosso tempo, e capacidade de adaptação. É imperativo que novas formas de gestão surjam, permitindo que de uma situação disruptiva se construa uma nova forma de estar, mais consciente e resistente às demais adversidades.

Atenta a esta problemática, e já com alguma experiência em identificar problemas e ajudar a solucioná-los, a AIIE Associação Internacionalização e Inteligência Económica, decidiu trazer para Portugal um curso diferenciador. Sendo uma associação empresarial que trabalha lado a lado e em contacto constante com outras organizações e empresas, notamos por várias vezes algumas deficiências a nível da gestão e liderança o que promove uma série de consequências desastrosas nas mais variadas atividades de uma empresa.

É neste sentido que  nos aliamos a Josep Maria Coll Morell, o criador do ZEN Business, e apresentamos um curso com uma forte visão empresarial que promete a redefinição total da estratégia tradicional de gestão e liderança.  É dirigido a empreendedores, executivos, economistas, consultores e até mesmo estudantes decididos a entrar no mercado de trabalho com uma nova forma de estar.

O curso de ZEN Business promete ser uma ferramenta que inclui nas suas premissas a inovação dos modelos de negócio, a gestão da mudança e a criação de valor. A partir da aplicabilidade dos seus preceitos, seremos capazes de adquirir competências pessoais e profissionais que nos irão motivar, promover a criatividade, e melhorar o rendimento das empresas bem como a satisfação de quem delas fazem parte.

Fazer com que o nosso negócio seja resistente a mudanças implica saber reinventá-lo, porém, nesta fase surge o problema de não saber como o fazer e não ter em vista os desafios/perigos a que se possa estar sujeito.  Este curso desafia os seus formandos, colocando em vista vários cenários e problemáticas, preparando-os para que, em momentos de crise saibam como liderar as suas equipas e prepará-las para dar resposta a novas e diferentes necessidades do mercado.

Conceitos como marketing e inovação, gestão financeira, marca e cultura corporativa emergem como um todo que será trabalhado de forma consolidada dando-lhe as ferramentas necessárias enquanto empresário e líder.  A isto se deve o método de gestão holístico que, respeitando a filosofia inovadora do Zen business, tem como principal objetivo maximizar valor económico, emocional e social enquanto estratégia diferenciadora.

A integração social, económica, cultural e política, a que chamamos de globalização, permite-nos ser mais eficientes, rápidos, chegar a um público maior e ir para onde quisermos, o que nos pede em troca é que estejamos atentos às exigências que constantemente vão surgindo. Os que forem capazes de ouvir o mercado, entender as novas demandas e se preparar para os novos desafios e riscos da atualidade, serão os que continuarão a colher os seus benefícios.  

É neste contexto de incertezas e mudanças rápidas que Josep Maria Coll Morell promove a contribuição para um mundo mais harmonioso e sustentável.  Também a AIIE promove uma atitude dinâmica no mundo empresarial, vocacionada para a constante aprendizagem e formação dos quadros das empresas para que sejam capazes de evoluir e acompanhar estas alterações.

O curso terá 16 horas onde está incluído um plano teórico e outro prático

  • Porque é que este curso é indicado para mim:

    • Quero evoluir enquanto individuo e profissional;
    • Perceber onde posso estar a falhar e como revertê-lo, ganhando mais valor, tanto individual como económico;
    • Quero ser um líder para a minha equipa;
    • Quero adquirir competências de marketing e inovação, gestão financeira, marca e cultura corporativa
  • Porque é que quero que os meus colaboradores frequentem este curso:
  • Quero criar mais valor na minha empresa;
  • Quero motivar a minha equipa;
  • Quero uma empresa dinâmica, capaz de dar resposta a adversidades e contratempos;
  • Oportunidade de na parte prática das aulas elaborar um diagnostico da empresa e perceber o que está a falhar

Quem Criou o ZEN Business?

Professor Josep Maria Coll Morell

Licenciado em economia internacional (inovação, empreendedorismo e desenvolvimento) e com mestrado em Economia Europeia pela Universitat Autònoma de Barcelona, nas suas áreas de pesquisa encontramos temas como gestão holística, inovação sustentável e empreendedorismo consciente. Neste espectro assume o papel de consultor em negócios sustentáveis, inovação, design e transformação organizacional, cidades inteligentes e avaliação de impacto para uma ampla gama de organizações públicas e privadas. Viveu em cerca de quarenta países, lecionando em algumas faculdades e com um currículo internacional extenso.

É consultor de desenvolvimento internacional da Comissão Europeia e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento desde 2008. Anteriormente, trabalhou como diretor fundador da Agência de Inovação e Comércio da Catalunha na Coreia do Sul (ACCIO) e como consultor de empresas europeias para a internacionalização nos mercados asiáticos, especialmente na Coreia do Sul, China e Japão.

 É criador do Zen Business e autor dos livros “Zen Business” e “Economía de la Felicidad” (plataforma editorial).

Deseja participar neste Curso?

23 e 24 de Outubro | 2020

Formação: O Investimento para o Sucesso Profissional

É tempo de aproveitar as tecnologias digitais para suprir a distância física que estes dias nos obrigam a manter.  Este é um momento onde podemos aproveitar para investir em nós e naqueles que estão à nossa responsabilidade, construindo ferramentas para que este futuro incerto possa ser lidado de forma mais consciente e qualificada. Por essa razão, e mesmo num contexto de pandemia, é fulcral contribuir para a qualificação dos cidadãos. E para isso porque não tirar proveito das plataformas digitais?

Empresas:

Uma empresa que está disposta a investir na formação dos seus trabalhadores, demonstra um espírito de compromisso que, para além de se reverter numa vantagem competitiva, aumenta as hipóteses de captar os seus colaboradores e construir um sentimento de visão comum. Ao ter como mote a valorização da qualificação dos seus trabalhadores, a empresa mostra os valores pelo qual se rege e o nível que deseja manter. Desta forma, a formação pode ser um instrumento de luta contra a baixa produtividade, e pode contribuir para uma especialização mais técnica e personalizada face ao cargo desempenhado por cada trabalhador.

Nos dias de hoje, a necessidade de mudança e adaptação é gigante pelo que é imperativo que constantemente sejam feitas avaliações e se perceba onde é que se deve investir. Em acréscimo, nunca houve tanta informação útil de que nos pudéssemos aproveitar de forma benéfica, e que contribuísse para aumentar a nossa competitividade e a consequente posição da nossa empresa no mercado.

“Se você acha que investir em educação custa caro, experimente o custo da ignorância”.Frase de Derek Bok, ex-presidente da Universidade de Harvard.

 

Indivíduos:

Enquanto indivíduos, a nossa qualificação acrescenta-nos valor e é um elemento diferenciador aquando momentos de comparação e oportunidades profissionais. Se numa primeira fase, a aposta na nossa formação pode potencializar a nossa inserção profissional, posteriormente, permite-nos alcançar um melhor cargo ou o emprego que efetivamente queremos. É preciso, portanto, quebrar a falsa ideia de que a formação acaba no momento em que entramos para o mercado de trabalho. É necessário percecionar este fator como uma necessidade constante, com utilidade e importância.

Alguns benefícios:

  • Neste contexto, o e-learning é uma ferramenta útil para formação de indivíduos de forma rápida e eficaz.  Enquanto empresa, por exemplo, não precisa de ter um grupo de trabalhadores parado, ao mesmo tempo, a presenciar uma aula. Isto permite que reduza custos e mantenha a produtividade, sem por isso menosprezar algo tão importante.  
  • O facto de as plataformas incluírem testes, permite aos alunos personalizá-los e definir quais os pontos onde desejam focar a sua avaliação, o que tem como resultado a obtenção de resultados futuros melhores e mais concretos.  Isto permite que cada aluno direcione a sua atenção para os assuntos onde tem maiores dúvidas, e que a aprendizagem seja feita ao ritmo de cada um.  Há uma rentabilidade de tempo, atenção e dinheiro.
  • A par da mudança constante que mencionámos anteriormente, uma das vantagens do e-learning é a possibilidade de rápida atualização dos conteúdos, colmatando erros ou enganos.

Dispender dinheiro em formações deverá cada vez mais deixar de ser percecionado como um custo para passar a ser encarado como um investimento que, mais tarde ou mais cedo, terá o seu retorno.

 A AIIE Associação Internacionalização e Inteligência Económica integra na sua equipa consultores e formadores em várias áreas que podem trabalhar ao seu lado para torná-lo a si ou às suas equipas melhores profissionais.  De igual forma estamos sempre à procura de novas formas de nos reinventarmos. Esteja atento às novidades.

Transformações do Comércio Internacional

O Comércio Internacional é cada vez mais uma arena de luta pelo poder onde os vários players tentam ganhar espaço numa tentativa de superioridade. É uma arma de arremesso político, de embargos e acordos.

Neste contexto, a situação atual marcada pela pandemia COVID 19 abalou o mundo, colocando a dúvida se da crise social se poderia transitar também para uma crise económica à escala mundial. Com a China afetada de forma intensa, as empresas e fábricas do país fecharam colocando em causa a normal manutenção do comércio, resultado de um mundo globalizado e estritamente dependente de cadeias de abastecimento. A falha nas exportações chinesas faz com que alguns países profundamente dependentes dos seus produtos vejam os seus stocks reduzir, e sem perceção de onde podem encontrar fornecedores a preços competitivos. Com as cadeias de abastecimento interrompidas, pode ser uma oportunidade para que os exportadores portugueses entrem em novos mercados, garantindo que de uma situação de crise se criem novas possibilidades de negócio.

E-Commerce: A alternativa eficaz para o crescimento do seu negócio

As vigentes formas de negócio tradicional têm vindo a competir com um comércio eletrónico por natureza rápido, que permite chegar a um leque maior de mercados e variedade de produtos com preços mais competitivos. 

 É neste sentido que o e-commerce ganha uma importância acrescida, com o volume de vendas a aumentar, e que garante aos consumidores acesso a bens e serviços sem grandes obstáculos de tempo e de espaço.

O E-commerce, para além de permitir que o seu produto esteja ao alcance de um maior número de pessoas, é uma plataforma que serve para divulgar o seu negócio possibilitando que um mero observador da página tenha acesso a um leque de informações e feedbacks do produto, aumentando as probabilidades de se transformar  num potencial consumidor. Tem, por isso, a capacidade de aprofundar o relacionamento com o cliente, respondendo de antemão a uma série de dúvidas e questões que, não respondidas, podem contribuir para uma postura de desconfiança ou ceticismo face ao seu produto.  Este ponto tem uma grande relevância numa altura em que os consumidores têm um perfil cada vez mais exigente, curioso, e que procura a melhor relação qualidade/preço.

“Comprar online é uma actividade cada vez mais comum em Portugal, consequência da transformação das formas de comércio tradicional – que obrigou muitas lojas físicas a esforçarem-se para atrair os clientes e modernizar-se.”

Nos dias de hoje, no mundo globalizado em que vivemos, dar destaque a um negócio é sinónimo de colocá-lo online. Para além de impulsionar vendas, possibilita estar em contacto com um público mais vasto, minimizando adversidades e/ou consequências negativas resultantes de tempos de crise. Esta é uma questão essencial que remete para a importância de diversificar os mercados onde o seu negócio atua: ao ter a atividade concentrada em apenas uma área geográfica, a possibilidade de ver as suas estruturas abaladas aquando um momento de crise ou instabilidade torna-se elevada.  Para consolidar o seu negócio, tornando-o forte e preparado para ser resistente a múltiplas problemáticas, a exportação surge como uma solução mais resistente.

A par do já mencionado, a exportação através de E-commerce permite que o seu negócio funcione 24 horas por dia sem qualquer restrição e sem ter de gastar um preço acrescido.  É por estas razões que a tendência para o comércio online mundial é de crescimento. Segundo a Ecommerce Europe, na Europa, a Holanda, Bélgica, Reino Unido, Irlanda, França, Luxemburgo e Alemanha foram as regiões que mais contribuíram para o volume de vendas no ano de 2019.

Segundo a mesma entidade Portugal tem uma taxa de penetração de internet de 75%, dos quais 50% faz compras online. O estudo realizado em 2019 previa ainda um crescimento de 9,73 % do volume de receitas provenientes do comércio online. Em território nacional, para além de haver um maior número de pessoas a comprar online, houve também um aumento do número médio de produtos por compra.

É necessário que as empresas portuguesas observem os indicadores e acompanhem este crescimento e procura da compra online, apostando no desenvolvimento e promoção internacional da sua marca.

A exigência e complexidade do mundo atual pede que surjam novas metodologias nas práticas comerciais, permitindo que outras formas de relacionamento entre os negócios e os consumidores sejam criadas.

Problemática Portuguesa:

Ainda são várias as empresas portuguesas que não estão a tomar medidas para se adaptarem a esta nova presença no mercado. Isto revela um tecido empresarial lento com dificuldades de adaptação e que ao não ser redefinido corre múltiplos problemas.

Outra deficiência é que os sites existentes não têm qualidade suficiente, havendo um grande desinteresse em apostar no investimento da sua inovação.

Porque devo investir numa plataforma E-commerce?

A automatização é cada vez mais uma realidade e é necessário tê-la em conta.

Colocar o meu negócio online permite que perceba melhor quais são as necessidades dos meus clientes, o seu comportamento e preferências. A criação de dados permite que possa estudar o meu público, estipulando campanhas mais personalizadas, com maior probabilidade de gerar “engagement” e consequentemente finalizar vendas.

Como investir?

A AIIE – Associação Internacionalização e Inteligência Económica, inclui na sua equipa consultores com experiência nesta área de intervenção, capazes de o ajudar a definir uma estratégia do zero e direcioná-lo de forma a alcançar os seus objetivos.

Neste sentido, salientamos também as candidaturas a fundos comunitários como uma das formas de financiamento.

No âmbito do Portugal 2020, existem diversos apoios onde a Transformação Digital e o E-commerce têm prioridade. Nestes apoios o objetivo é ajudar as empresas a ter presença na Web e a incrementar as suas vendas pelos canais digitais.

As empresas contam com apoio financeiro para os seguintes investimentos:

  • Criação de lojas online
  • SEO e SEA
  • Criação e distribuição de conteúdos digitais
  • Anúncios publicitários (sites e motores de busca)
  • Web Analytics
  • RH qualificado (máx. 2 pax)

A AIIE – Associação Internacionalização e Inteligência Económica é uma entidade especializada em projetos e candidaturas a fundos comunitários, incluindo no seu portefólio a elaboração de vários projetos do Portugal2020.  

Para mais informações contatar: geral@aiie.pt